As organizações familiares são maioria no mercado brasileiro, representando uma fatia de 70% do total. Se a sua empresa faz parte deste índice, você deve saber que a sucessão familiar é um tema fundamental para a continuidade dos negócios, afinal de contas, ninguém pode parar o curso natural do tempo.

Os fundadores da empresa, por mais que trabalhem por muito tempo, precisarão passar o bastão em algum momento da história. E, para que isso seja feito de uma maneira eficiente e promissora, é preciso preparar os sucessores, o que não é uma tarefa fácil.

Nem todas as famílias são compostas por membros que se interessam pelo negócio, ou que demonstram as mesmas habilidades que a geração anterior. Mas enfrentar estes desafios é fundamental para garantir a prosperidade do negócio.

Veja, abaixo, 5 desafios que sempre aparecem quando o assunto é sucessão familiar:

1. Apresentar a empresa aos sucessores

O primeiro passo para se ter uma boa sucessão familiar é preparar os candidatos dentro da própria empresa, afinal, como assumir um negócio sem conhecê-lo totalmente?

Uma das partes mais difíceis da sucessão reside justamente no seu planejamento. E isso ocorre porque ele deve começar muito tempo antes da substituição acontecer, com a inserção dos candidatos nos detalhes do negócio da empresa.

2. Preparar os candidatos para os desafios do mercado

Não pense que promover um tour pelos setores organizacionais é o bastante para garantir uma boa sucessão. Os candidatos também precisam conhecer o mercado no qual atuam, por meio do estudo daquilo que a concorrência produz efetivamente.

Não descarte a possibilidade de preparar seus sucessores por meio de estágios em empresas do mesmo ramo de atuação.

3. Entender o novo modelo de negócios

Para muitos, as novas gerações não têm o mesmo engajamento nos negócios, quando comparadas às anteriores. De fato, a relação dos profissionais com as empresas mudou muito nas últimas décadas, mas isso está longe de ser uma má notícia.

Enquanto os fundadores das organizações familiares tinham as suas empresas como parte da família, as novas gerações enxergam tudo como negócio. E, por isso, a chance de rentabilizar pode até passar por uma venda de ações, por exemplo.

O importante é não fazer comparações e respeitar as novas formas de condução de negócios que surgem todos os dias.

4. Garantir a qualificação de seus sucessores

Um conflito que pode surgir na sucessão é em relação à qualificação dos herdeiros. O problema se dá justamente na comparação entre eles e os funcionários de carreira, algumas vezes mais preparados e com mais experiência.

O segredo é garantir que a próxima geração não se acomode por ser escolhida para a sucessão, e busque qualificação constante.

5. Administrar conflitos

As discussões entre os membros são desafios frequentes entre os gestores de empresas familiares. No caso da sucessão, este problema pode se agravar porque a escolha pode cair sobre alguns em detrimento de outros.

Infelizmente essa é uma realidade, já que o grupo de gestores deve ser mais restrito. E neste caso, o feedback para quem ficou insatisfeito é um só: os escolhidos se qualificaram e se prepararam melhor.

Agora que você já sabe quais são os desafios da sucessão familiar e está mais preparado, aproveite e confira mais um de nossos posts: 7 características que um negócio escalável precisa ter!