O termo negócio escalável está em alta e vem se tornando cada vez mais comum nas estratégias de empresas de todos os tamanhos. Esse modelo tem ganhado força devido a tecnologias como computação em nuvem e internet das coisas, permitindo que as companhias explorem novos tipos de mercado e desenvolvam soluções inéditas.

Caso você ainda não esteja familiarizado com a expressão, um negócio escalável é uma estratégia que permite aumentar exponencialmente a receita sem que os custos cresçam de forma proporcional. Ao mesmo tempo, esse modelo consegue ganhar escala ao oferecer um diferencial como valor agregado ao cliente final.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e veja 7 características que um negócio escalável deve apresentar!

Esclareça o conceito com um exemplo prático

Para facilitar o entendimento, vamos analisar um restaurante. Pensando no modelo tradicional, esse tipo de empresa é difícil de se tornar escalável, pois seus custos estão diretamente relacionados ao aumento das receitas.

Um restaurante está limitado ao seu espaço físico e à capacidade de mão de obra de seus colaboradores. Para crescer, os proprietários devem ampliar a estrutura e contratar mais pessoas, aumentando os gastos de forma proporcional ao crescimento.

Como seria possível tornar um restaurante um negócio escalável? Vamos analisar o modelo de franquias. Quando uma empresa desenvolve uma marca e se torna franqueadora, a grande fatia dos custos para a criação de novas unidades fica por conta dos franqueados.

A matriz se torna apenas uma empresa administradora dos royalties. Ou seja: conforme sua rede de restaurantes cresce, ela não tem custos adicionais, aumentando suas receitas e tornando seu negócio escalável.

Por que ter um negócio escalável?

Aumentar as receitas sem aumentar os custos parece uma resposta bem convincente. Além disso, a escalabilidade praticamente não impõe limites ao crescimento do negócio, tornando as margens de lucro cada vez maiores.

A expansão pode atingir grandes proporções sem ficar limitada à capacidade de entrega, tendo em vista que grande parte dos custos e da produção já está desenvolvida.

Saiba quais são as características desse modelo

Para tornar seu negócio escalável, listamos 7 características que devem fazer parte de seu modelo de gestão e dos produtos. Veja abaixo quais são:

1. Replicabilidade

Ter a capacidade de replicar o modelo de negócio, de forma rápida e sem grandes custos adicionais, é fundamental. O conceito de franquias é um clássico exemplo de modelo replicável, pois pode ser implantado em qualquer momento por um novo franqueado.

A evolução de tecnologias como IoT (Internet das Coisas) também tem criado uma nova revolução industrial, permitindo que indústrias adotem um novo conceito em seus processos, muito mais focados nas necessidades do mercado e fáceis de serem adaptados.

Esse conceito tem agregado mais valor aos produtos dessas empresas e possibilitado que elas repliquem seus modelos de negócio e ganhem poder de escala.

2. Custos não crescem de forma proporcional às vendas

Como já mencionamos, é fundamental que, em um negócio escalável, os custos não cresçam de forma proporcional às vendas, pois isso poderia ser um grande limitador da expansão. Grandes exemplos de negócios escaláveis são os aplicativos móveis e os softwares na nuvem.

Essas soluções ganham cada vez mais poder de escala com a evolução das tecnologias de cloud computing, que permitem que as empresas paguem apenas pelo consumo dos recursos que estão utilizando, não exigindo grandes investimentos iniciais dos clientes ou dos desenvolvedores.

3. Processos automatizados

Empresas que desejam ter negócios escaláveis precisam ser ágeis e, para isso, seus processos devem se automatizar. Quando maior a automação, maior a capacidade de escala, pois a companhia terá menor custo com mão de obra e maior agilidade, desde o momento da venda até a entrega.

4. Capacidade de expansão para novos mercados

Uma empresa que deseja escalar seu modelo de negócio não pode ficar limitada a uma pequena região. Quanto maior for sua capacidade de expansão, maiores serão as chances de crescimento.

Ao mesmo tempo, é preciso ter foco na definição do seu plano de desenvolvimento. Uma estratégia de expansão para mercados internacionais, por exemplo, precisa de estudos prévios para avaliar se as necessidades de outros mercados são as mesmas e se não há alguma diferença de cultura em outros países que possa inviabilizar as vendas.

5. Flexibilidade de negociação com fornecedores

Como a capacidade de expansão está diretamente relacionada aos custos do negócio, fazer boas negociações com os fornecedores é fundamental para garantir o crescimento contínuo e manter a capacidade de escala.

Seja em uma indústria, em uma empresa de software ou em um modelo de franquias, manter uma boa relação com fornecedores é um ponto-chave que sempre merece atenção em um negócio escalável.

6. Estratégia de marketing e vendas de grande alcance

Para tornar um negócio escalável, não adianta apenas ter boas soluções. É preciso desenvolver ações de vendas e marketing que tenham a mesma capacidade de comunicação para que as vendas cresçam de forma rápida e exponencial.

Isso significa que dificilmente um modelo de vendas tradicional, com uma equipe comercial própria, será capaz de tornar um negócio escalável. Esse tipo de empresa precisa de estratégias de grande alcance. Tais táticas podem unir ações de marketing digital, marketing multinível ou um modelo de distribuição capaz de atingir grandes mercados.

7. Capacidade de entrega

Uma empresa só poderá escalar seu negócio se tiver plena capacidade de entrega de seus produtos e serviços, atendendo a toda a demanda gerada pelas ações de vendas e marketing.

Por esse motivo, raramente empresas de software na nuvem aceitam desenvolver customizações nas soluções para seus clientes, pois isso aumentaria a necessidade de mão de obra e desviaria o foco do negócio.

Uma indústria também precisa estar preparada para atender à demanda gerada. Por isso, quanto mais automatizados e padronizados forem os seus processos, sua capacidade de produção pode ser facilmente replicada até mesmo para planos de terceiros, se necessário.

Torne seu negócio uma referência de mercado

Ao tornar seu negócio de fato escalável, atingindo grandes mercados e aumentando suas receitas, sua empresa passa a se tornar uma referência no setor em que atua não só pela capacidade de vendas, mas por ofertar soluções com um grande valor agregado aos clientes.

Analise as características citadas neste artigo e veja quais podem ser aplicadas no seu caso, ajudando a aumentar suas vendas. Gostou de saber mais sobre o conceito de negócio escalável? Compartilhe este conteúdo nas redes sociais e leve conhecimento para seus amigos!