A cultura organizacional é a essência das empresas. Ela representa os hábitos e crenças estabelecidos na organização por meio de valores, expectativas, normas e atitudes.

Com esse conceito, fica evidente que a cultura empresarial precisa estar alinhada aos objetivos organizacionais. Caso contrário, haverá uma distorção que poderá impactar nos resultados.

No post de hoje, você entenderá melhor qual o significado desse conceito, entenderá sua importância e conhecerá algumas formas de alinhar a cultura da sua empresa aos objetivos estabelecidos. Quer saber mais? Acompanhe!

O que é cultura organizacional

A cultura corporativa está relacionada à missão, visão, crenças e valores éticos e morais da organização. Ela também tem relação direta com as atitudes e os comportamentos dos colaboradores, independentemente de área de trabalho ou nível hierárquico. 

Isso ocorre porque é com base na cultura que surge a relação dos profissionais internamente, ou seja, entre as equipes no ambiente profissional, e externamente, no contato com clientes e fornecedores.

É importante salientar que nem todos os aspectos da cultura organizacional podem estar formalizados, mas dela fazem parte normas sociais desejáveis, como responsabilidade social, competência e respeito.

A cultura, portanto, possui significados que são compartilhados por todos os colaboradores e isso distingue a empresa das outras.

Entenda a importância da cultura organizacional

A cultura corporativa é vital para o bom andamento dos negócios. Afinal, quando suas diretrizes e pilares são claros, ajudam no alcance de metas e na retenção de talentos.

Isso significa que a cultura da empresa se reflete na maneira de fazer negócios, na forma como clientes e colaboradores são tratados, no nível de autonomia e liberdade que existe e no grau de lealdade que os empregados expressam.

Outro elemento que demonstra a importância da cultura corporativa é o fato de ela ajudar a solucionar conflitos internos, porque ela tem um suporte na gestão de pessoas e na eliminação dos problemas interpessoais.

Mas caso a cultura não esteja clara para todos os colaboradores, o resultado pode ser negativo. Nesse caso, a tendência é que haja impedimentos para o crescimento dos empregados, o que representa um obstáculo para o desenvolvimento sistêmico.

Se a cultura não for transparente e não estiver internalizada por todos, alguns comportamentos podem não se alinhar ao que é esperado. Consequentemente, isso é capaz de provocar conflitos internos, que podem ocasionar problemas maiores e afetar a qualidade de vida dos colaboradores, além de gerar insatisfação e queda da produtividade.

É por isso que a cultura precisa estar alinhada às ações e decisões tomadas pelos gestores, como ocorre nos casos do planejamento, da direção, do controle e da organização, a fim de que a empresa possa ser melhor entendida.

Por isso, o alinhamento organizacional envolve todas as pessoas e unidades da companhia, qualquer que seja seu nível hierárquico, a fim de que trabalhem de acordo com a visão de futuro, a missão e os objetivos estratégicos da empresa.

Mas como alinhar a cultura às metas e objetivos estratégicos da organização?

Foque nas lideranças

líder desempenha papel fundamental na implementação da cultura corporativa, pois é responsável por apresentar a visão e os valores da empresa às equipes. Com base neles, o gestor deve direcionar as atividades e a conduta de cada membro do time, dentro do que é tido como ideal pela companhia.

O gestor precisa estar sempre atento a esses alinhamentos — no que diz respeito ao comportamento de seus liderados e ao seu próprio. Deve ser um exemplo de boas práticas e o principal replicador dos interesses da organização dentro da equipe. 

Também é função do líder pensar em ações e estratégias que possam ser adotadas pelos colaboradores, a fim de que a cultura seja internalizada e aplicada.

Prepare seus recrutadores

O momento da seleção é muito importante para evitar problemas futuros de alinhamento. É nessa etapa que deve ficar claro quais são os valores da empresa e o que é esperado dos colaboradores.

Como é possível formar uma equipe coesa e adequada ao que se pede na cultura organizacional? Apenas a partir de um processo seletivo orientado e realizado por recrutadores que tenham incorporado os valores da empresa e consigam identificá-los nos candidatos.

Aposte em desenvolvimento contínuo

A adequação à cultura da empresa quase sempre requer investimento de tempo e dinheiro. Isso é necessário para desenvolver os colaboradores de acordo com o que é esperado pela companhia. 

Para isso, é preciso encontrar a ferramenta adequada a cada perfil. Assim, é possível ter uma ajuda nesse processo e extrair dele o que há de melhor.

Dessa forma, os colaboradores também se sentirão valorizados, o que promove o senso de pertencimento e maior comprometimento dos profissionais. Tudo isso retorna para a empresa na forma de produtividade e qualidade de serviços e atendimento.

Planeje a estratégia considerando os investimentos na cultura

A estratégia da sua empresa pode mudar e não há problema algum nisso. Mas a cultura deve ser considerada nesse momento, porque haverá uma modificação do comportamento dos líderes ou dos colaboradores, por menor que essa mudança seja.

As alterações são importantes para que todos trabalhem com foco na estratégia. Porém, é necessário garantir que todos transformem seus hábitos e isso deve ser feito com investimentos na cultura.

Eles podem ser bastante simples — por exemplo, um workshop de desenvolvimento de novas competências para os líderes, já que são eles que repassam os valores e comportamentos para níveis mais baixos da hierarquia.

Lembre-se: o investimento na cultura impacta positivamente na estratégia organizacional. Adote uma postura proativa e antecipe as influências que a cultura deverá exercer sobre a estratégia. Assim, você assegura o sucesso da empreitada.

Elabore estratégias que foquem a estratégia e as pessoas

Em todo planejamento estratégico, existem duas vertentes: o que a empresa é na atualidade e o que se pretende que ela seja no futuro. Isso é absolutamente normal e deve continuar sendo assim.

Mas você pode elaborar uma segunda versão, que não considere as características organizacionais, mas leve em conta comportamentos, sentimentos, emoções e atitudes dos colaboradores. Ou seja, o que acontece com mais frequência no presente e o que as pessoas desejam que aconteça no futuro.

É a mesma estratégia do planejamento estratégico, mas, dessa vez, o foco é nas pessoas que trabalham na companhia.

Depois de elaborar esses dois tipos de planejamento, compare-os e tente conciliar as variáveis que focam nas pessoas e na estratégia. Por exemplo: se o objetivo estratégico é aumentar as vendas, a meta em relação às pessoas deve ser relacionada a comportamentos que permitam chegar a esse objetivo, como ter maior produtividade.

Essa atitude esclarece para todos onde a empresa quer chegar e o que se espera deles. Isso é absorvido pelos membros da equipe, que assimilam a estratégia e se tornam mais engajados.

Alinhe a cultura aos objetivos continuamente

Engana-se quem pensa que o alinhamento deve ser feito apenas uma vez ou quando alguma mudança na estratégia é realizada. Esse é um hábito que precisa ser adotado contínua e cotidianamente.

É somente por meio do exercício do alinhamento que se terá uma cultura alinhada aos objetivos e uma comunicação eficiente, que vão resultar na diminuição dos riscos de tomar decisões que vão contra os princípios estabelecidos.

Mas como praticar esse exercício? Cabe ao gestor fazer isso todos os dias por meio de seu comportamento, fala, escrita e exemplos. Ou seja, a cultura corporativa precisa estar presente em todas as partes: nas redes sociais, em telas, em ações de endomarketing, entre outros.

O importante é que todos entendam a sua importância e nível de colaboração para o alcance dos objetivos. Quando o líder repassa isso com frequência e demonstra em suas atitudes, o colaborador saberá sempre que caminho deve tomar.

Seja um líder disponível e acessível

Como já destacamos, os líderes são os responsáveis por concretizar as estratégias e repassar a cultura corporativa para os colaboradores, que estão voltados para a produção e entrega de resultados.

Isso requer que o líder esteja sempre disponível para os funcionários, seja para informar sobre novidades, seja para sanar dúvidas, fornecer feedbacks, ajudar a ultrapassar obstáculos etc.

A liderança acessível assegura uma melhor comunicação dos objetivos estratégicos e fica muito mais simples indicar o caminho que deve ser tomado para que eles sejam alcançados.

Essa postura faz a empresa ganhar tempo, porque as respostas e soluções são obtidas rapidamente. Isso também influencia na motivação dos colaboradores, já que, quando eles aguardam muito tempo por uma resposta, tendem a se desmotivar.

Cabe ressaltar ainda que o líder deve ser sensível às demandas e necessidades da equipe, bem como fornecer todos os recursos necessários para que as funções sejam executadas da melhor forma possível. Assim, os problemas não se tornam maiores e são facilmente ultrapassados.

Recompense atitudes positivas

O colaborador é uma peça essencial para o alinhamento da cultura da empresa aos objetivos que a companhia possui. Ele deve trabalhar sempre observando os valores da empresa, porque eles devem embasar e orientar os relacionamentos internos e externos.

A melhor forma de conseguir fazer com que o empregado assimile os valores é por meio da recompensa. Essa prática é fácil, mas exige um pouco de dedicação. Por outro lado, traz resultados bastante positivos.

Alguns exemplos de recompensa que você pode adotar são os seguintes:

  • Recompense os colaboradores que expõem suas dificuldades e problemas, caso um de seus valores seja a transparência;
  • Recompense os funcionários pontuais, que cumprem prazos e são assíduos, se um dos valores da empresa for o compromisso;
  • Recompense os empregados que procuram se especializar e melhorar seus conhecimentos técnicos com a finalidade de se desenvolverem profissionalmente. Isso é essencial se um dos valores for o crescimento;
  • Recompense os colaboradores que dão ideias, são criativos e pensam em novas formas de melhorar o trabalho, se um dos valores adotados é a inovação;
  • Recompense os funcionários que gostam de trabalhar com duas ou mais pessoas, caso um dos valores for o trabalho em equipe.

Com esses exemplos, você consegue perceber de forma clara as formas que pode usar para recompensar os seus empregados.

Tenha clareza de objetivos

Você, como líder, precisa ter clareza dos objetivos da companhia e entender porque eles existem. Mas a função não para por aí. Também é necessário fazer com que todos os colaboradores compartilhem dessa definição. Quando isso ocorre, o funcionário tende a ficar mais disposto a colaborar e colocar em prática aquilo que é esperado. 

Por isso, não deixe de explicar porque os objetivos existem, qual a necessidade de eles terem uma postura condizente com a cultura corporativa e como isso pode desenvolver suas competências e melhorar seus resultados pessoais e profissionais, além de elevar a performance de toda a empresa.

Estimule o desenvolvimento contínuo

A capacitação contínua dos colaboradores e líderes possibilita que a cultura da empresa seja de alta performance. Isso possibilita o surgimento de novas ideias e promove a participação e o envolvimento de todos os colaboradores.

Ao mesmo tempo, incentiva a autonomia, a proatividade, o comprometimento e outras competências indispensáveis para o aumento da produtividade e o sucesso da organização.

Aposte na integração e na comunicação

Você já percebeu que a informação para os colaboradores deve estar alinhada, para que todos os funcionários tenham a mesma conduta. Aposte na integração dos novos colaboradores e na comunicação, para que todos saibam exatamente o que devem fazer.

Por exemplo: não deixar que um cliente vá embora sem que seu problema tenha sido resolvido. Essa diretriz especifica exatamente o que o colaborador deve fazer, como deve agir e quais decisões pode tomar para que esse objetivo seja cumprido.

Uma ideia para efetivar isso é criar o manual do colaborador, que deve ser apresentado para todos os novos funcionários e estar à disposição sempre que alguém precise relembrar as regras.

Com essas dicas, é praticamente impossível não conseguir alinhar a cultura corporativa aos objetivos da sua empresa.

Gostou do texto sobre como alinhar a cultura organizacional aos objetivos da empresa? Para saber mais sobre esse e outros temas corporativos e ter dicas para aplicar na sua empresa, faça o download do e-book Guia definitivo para tornar sua empresa um case de sucesso e assine a nossa newsletter.