Você já pensou que a arquitetura de sua empresa pode influenciar diretamente em seus resultados? A capacidade de a organização compreender o ambiente no qual está inserido e de fazer alterações estratégicas determina sua força competitiva. Por isso, a formatação da hierarquia empresarial é fundamental para delinear a sua estrutura organizacional com padrões de comunicação, comportamento profissional, processos de decisão e comprometimento pessoal.

Inicialmente, pode parecer que estamos tratando de algo extremamente complexo, mas não é! Algumas informações que trazemos aqui podem simplificar esse processo, e ajudar gestores, como você, na construção de uma hierarquia saudável, com foco na produtividade.

Pensando nisso, preparamos este post com importantes aspectos para se começar uma reestruturação em sua empresa. Acompanhe!

Modelos de hierarquia empresarial

A forma como a empresa é organizada influencia seu foco e seus horizontes. Além disso, incentiva ou restringe a capacidade de seus colaboradores desenvolverem estratégias criativas de atuação. De acordo com pesquisa elaborada pela instituição americana “State of the Global Workplace”, apenas 13% dos funcionários estão realmente envolvidos com suas funções na empresa, e isso é reflexo do planejamento hierárquico empregado.

Para abordar melhor essa questão, apresentaremos dois modelos famosos de hierarquia empresarial.

Hierarquia empresarial vertical

Apesar de tradicional, esse modelo ainda está presente em um grande número de empresas em todo o mundo. Ele enfatiza a cadeia de comando e os procedimentos de controle. Está calcado nos tempos da administração científica, ou seja, no passado. A questão é que, conforme a competitividade do mercado aumenta, esse método vem perdendo força.

Aqui seguimos a estrutura de uma pirâmide, na qual cada funcionário é subordinado a outro, com exceção do CEO. Existem vários desafios para esse modelo, principalmente pelo fato de a comunicação se direcionar do topo para a base. Isso deixa o pensamento crítico estagnado, gera morosidade, falta de agilidade e pouco engajamento dos funcionários.

Nesse modelo, não há o empoderamento do colaborador, que não se vê como pertencente à organização e, consequentemente, produz aquém de sua potencialidade. Além disso, há a burocratização na hierarquia empresarial vertical, o que, como sabemos, também impede o aumento da produtividade.

Hierarquia empresarial horizontal

Na contramão da estrutura anterior, uma hierarquia horizontal é aquela que preza pela autonomia e pelo investimento estratégico de cada funcionário.

Apesar de ser um modelo relativamente novo, esse é apresentado como uma revolução em termos de produtividade e bons resultados. Nele, delegar é mais importante que controlar, e isso causa impactos positivos na organização.

Veja as principais vantagens de se adotar a hierarquia horizontal em sua empresa.

• Motivação, já que o nível de responsabilidade dos colaboradores é maior.

• Ao remover camadas horizontais, a comunicação é simplificada e as atividades podem ser executadas em menos tempo.

• O plano de remuneração pode ser definido com bases em produtividade, o que representa custos menores.

as inovações tecnológicas e as próprias leis do mercado impulsionam as empresas para se tornarem um sistema aberto em rede, que interage com o ambiente externo por meio de fornecedores, clientes e demais entidades. Esse modelo busca dinamismo, opondo-se à estática conclamada pelo ditado: “em time que está ganhando, não se mexe”.

A hierarquia horizontal favorece a compreensão de que o recurso mais valioso de uma empresa de sucesso é seu capital humano. Assim, promove-se o empoderamento de seus colaboradores que passam a se perceber como parte importante daquele grupo. Nesse modelo, incentiva-se o desenvolvimento de competências, por meio de treinamentos entre outras ações formadoras, de seu bem mais precioso: os integrantes da organização.

O controle proporcionado por inovações incorporadas pelas organizações, como o avanço da tecnologia da informação e de sistemas de informação possibilitou o achatamento hierárquico (downsizing) e o aumento da amplitude de controle (maior número de funcionários sob comando de um único profissional). Esses proporcionaram redução de custos e maior agilidade administrativa.

A inter-relação entre fornecedores-empresa-clientes possibilita melhor adequação dos sistemas de materiais. Isso proporciona melhor desempenho dos ativos circulantes da empresa e aumenta de forma eficiente sua liquidez monetária. Isso se dá em função da constituição de informações relevantes para a estruturação de matérias-primas, produtos em elaboração e produtos acabados. A hierarquia horizontal proporciona melhor maneira de se equacionar eficiência, eficácia e efetividade.

A escolha do melhor modelo

Escolher o melhor modelo para seu negócio depende de fatores como o porte da empresa, grau de informatização, de descentralização e o tipo de comunicação predominante (vertical ou horizontal). Além da forma como a empresa se planeja: na busca de resultado ou no esforço.

O ideal é criar organizações que percebam a inovação como fator essencial para a competitividade e que vejam como uma estrutura flexível facilita a busca por lucratividade e rentabilidade. Portanto, se quer inovar e potencializar os resultados, não tenha dúvidas: hierarquia horizontal é do que sua empresa precisa.

Outra vantagem da hierarquia horizontal é possibilidade de as empresas criarem equipes autogerenciáveis. Com isso, a tendência é que o trabalho fique mais veloz, com menor gasto de tempo dos administradores com questões organizacionais e, assim, todas as equipes caminhariam em direção ao cumprimento de metas e resultados positivos.

A implementação dessa ideia

A partir da década de 1990, as organizações sentiram necessidade de alterar suas estruturas e a filosofia passou a ser reduzir, cada vez mais, níveis hierárquicos, ou seja, eliminar gerências. Esse fato acaba com parte do custo fixo e diminui as linhas de decisão (amplitude de controle), já que há menos pessoas para as quais é preciso pedir permissão.

Assim a comunicação passa de vertical para horizontal. As organizações ficam, com isso, mais leves sobre seus próprios pés e olham mais para fora, em busca de clientes.

Para a implementação do modelo hierárquico empresarial horizontal, recomenda-se o apoio de profissionais experientes no assunto. Eles estarão habilitados para avaliar cada especificidade do negócio que você desenvolve e elaborar estratégias eficazes para a hierarquia empresarial de sua organização. O investimento nessa mudança é de alto valor agregado.

E então, você já conhecia as vantagens que uma boa arquitetura hierárquica pode proporcionar a seu negócio? Baixe agora nosso Guia da governança corporativa para líderes de sucesso e aprenda como melhorar ainda mais sua gestão! Para mais informações importantes como essas, siga nossas redes sociais. Seu negócio agradecerá!