No mundo dos negócios, não basta ter uma boa ideia — ela precisa ser viável. E, para avaliar a aplicabilidade dessa ideia, é fundamental realizar um estudo de viabilidade.

Por meio dessa análise, é possível ter uma maior segurança na hora de investir, tanto em um novo empreendimento, quanto na expansão de uma empresa já consolidada.

O estudo de viabilidade indicará as condições para que um novo serviço, processo ou produto torne-se lucrativo.

Ficou interessado? Então, siga a leitura do post e saiba como é realizado o estudo de viabilidade!

Fluxo de caixa

Uma análise sobre um novo empreendimento deve pensar no fluxo de caixa. A partir da projeção da receita que o empresário espera receber em determinado período, são realizadas simulações para avaliar sua viabilidade.

Dessa forma, será possível saber o investimento necessário e o ritmo de crescimento do novo empreendimento.

Para uma boa projeção de receitas, leve em consideração:

Grau de aceitação dos clientes

Uma análise mercadológica é fundamental e deve incluir características do público consumidor, suas necessidades, preferências, além de um estudo da concorrência.

Lucratividade

O estudo deverá conter um levantamento dos custos do novo negócio e do preço necessário do produto ou serviço para que haja lucros. Aqui, também vale uma análise sobre o preço dos concorrentes.

Necessidade de capitais

O novo empreendimento necessitará de capital fixo e de giro extra. O estudo deverá apresentar planos de ação e cenários para equilibrar a previsão de receitas e estratégias para atrair investidores.  Essa análise também será importante na obtenção de financiamentos junto a instituições financeiras.

Viabilidade operacional

O estudo de viabilidade deverá, também, apontar a equipe operacional necessária para tocar o novo projeto e os custos disso. Essa análise demonstrará:

  • formação dos funcionários: caso a empresa já exista, o estudo de viabilidade indicará se a equipe já é suficiente ou se haverá a necessidade de contratação e de qual tipo de profissional;

  • carga de trabalho: ao definir o tamanho da equipe, sempre é preciso considerar uma carga de trabalho que não acarrete problemas para o funcionário e que esteja de acordo com a legislação trabalhista;

  • infraestrutura: a partir desses dados, o empresário deverá providenciar uma estrutura de trabalho adequado para essa equipe.

Análise de indicadores

Os indicadores dão a sustentação ao estudo de viabilidade. Confira os 3 principais:

Avaliação de viabilidade utilizando o Valor Presente Líquido (VPL)

Esse indicador é muito usado para análise de viabilidade de projetos de investimento. É um método matemático para se calcular se um projeto vale mais do que ele custa. O VPL mostra quanto os pagamentos futuros valeriam hoje, descontando o custo inicial e os juros.

Payback

Esse é um indicador de desempenho. O Payback — ou período de retorno do investimento — mostra o tempo necessário para recuperar o dinheiro que foi investido, ou seja, para que o lucro líquido se equipare ao investimento.

Tomada de decisão de acordo com a Taxa Interna de Retorno (TIR)

A TIR leva em conta o valor do investimento no tempo. Essa taxa de retorno zera o valor líquido presente.

Enfim, o estudo de viabilidade é uma ferramenta essencial para o empresário que quer começar um novo negócio ou expandir um empreendimento antigo. Ele mostrará os aspectos positivos e negativos, que ajudarão na tomada de decisão. Quer outra dica sobre gestão? Então, leia o artigo 7 passos e ferramentas essenciais para a redução de custos na sua empresa!