Muitas empresas familiares enfrentam uma questão difícil de contornar: os problemas com a sucessão. Na verdade, essa adversidade inicia muito antes da ausência do fundador ou antecessor da organização. Os contratempos enfrentados vão além da preparação dos herdeiros para assumir a liderança e podem apresentar um sério risco para a empresa.

Neste post, vamos abordar as principais questões envolvidas na sucessão e como evitar tais problemas. Confira!

Quais são os problemas na sucessão de empresas familiares

Profissionais despreparados no comando de uma empresa podem arriscar muito daquilo que já foi conquistado. Os principais problemas na sucessão que as empresas familiares enfrentam são:

Comando centralizado

É comum que, dentro de uma organização com essa estrutura, todas as decisões, providências e responsabilidades sejam atribuídas às pessoas nos cargos mais altos. O problema é que esse formato pode dificultar o crescimento do negócio já que, além da elevada carga de trabalho, os indivíduos são incapazes de liderar todas as equipes dentro da empresa. Com isso, alguns setores ficam abandonados e podem acabar prejudicando outras áreas da organização.

Dificuldade na tomada de decisões

Assim como é impraticável estar presente em todos os setores da empresa, é também impossível ter domínio sobre absolutamente todas as áreas de conhecimento que envolvem a organização, como a controladoria, o marketing, a logística, entre outros. Por conta disso, a tomada de decisões se torna muito mais complexa, levando a equívocos que poderiam ser evitados com o apoio de diretores, gestores e profissionais capacitados em cada uma das áreas da empresa.

Conflito de emoções

É um dos principais problemas dentro dos negócios familiares. A intimidade pode ser um grande inimigo na iminência dos desafios que a empresa enfrentará. É comum que o proprietário da empresa e os sucessores tenham ideais divergentes e, por conta da proximidade e do tratamento informal, discutam sobre assuntos importantes sem se basear em dados, tendências de mercado e outros fatores.

Como evitar problemas na sucessão

Embora comuns, essas questões podem ser evitadas dentro das organizações familiares. Uma das medidas mais importantes para contornar o problema é agregar ao negócio a visão de outros profissionais que possam auxiliar na tomada de decisões. Confira abaixo algumas estratégias para uma boa sucessão:

Elaboração de um plano de sucessão

Um planejamento antecipado pode prever os problemas com essa mudança e, consequentemente, ajudar a encontrar as soluções antes de os sucessores assumirem seus cargos. O plano deve incluir ações que contemplam a estrutura organizacional atual e futura, bem como medidas para o desligamento gradual do proprietário da empresa e o preparo dos continuadores para assumirem suas respectivas atribuições.

Capacitar os sucessores

Investir em um programa de capacitação é uma boa forma de evitar problemas com essa transição. Os herdeiros devem receber instruções práticas e teóricas para administrar crises, gerenciar pessoas e ter controle sobre as operações da empresa.

Descentralização de poder

Para evitar conflitos e decisões que possam prejudicar a empresa, é importante que a estrutura da organização conte com profissionais capacitados para liderar diferentes áreas. Assim, além de evitar discussões corriqueiras, é mais fácil de chegar às conclusões sensatas com a contribuição de cada setor.

Os problemas na sucessão podem ser evitados com a consultoria de profissionais experientes, que poderão contribuir com a implementação das melhores práticas de governança corporativa. Por isso, se sua empresa está prestes a enfrentar essa questão, a contratação desse serviço pode garantir o sucesso na continuidade do seu negócio.

Gostou do nosso artigo? Então que tal ler também o nosso post sobre os pilares de uma empresa familiar para uma boa sucessão?