A forma como as empresas fazem negócios muda bastante de tempos em tempos. Nos seus primórdios, tudo dependia do contato direto entre indivíduos. Hoje em dia, com a chegada de novas tecnologias, é possível fazer compras de várias outras formas. A todo esse contexto, damos o nome de economia digital.

Esse conceito é reflexo da chegada das novas ferramentas associadas à internet e à tecnologia móvel. Como muitas inovações no campo empresarial, ela está passando de uma novidade ou diferencial a uma exigência de competitividade.

Em um mercado altamente competitivo e de oportunidades um tanto restritas, acompanhar essas mudanças é obrigatório para empreendedores que pretendem manter as portas abertas.

Se você ainda não seguiu essas tendências, é mais do que hora de se adaptar. Essa nova forma de economia pode te trazer grandes benefícios, desde que você entenda como ela funciona.

Para te ajudar com essa tarefa, vamos falar um pouco mais sobre como esse conceito se aplica e como essa forma de negócio pode alterar o funcionamento de uma empresa. Acompanhe:

O que é a economia digital na prática?

Uma forma simples de explicar esse conceito seria: “um conjunto de técnicas e recursos que foca no uso de ferramentas tecnológicas para incrementar a qualidade do trabalho realizado na empresa”. Isso envolve softwares de controle e gestão, comunicação de longo alcance, e-commerces, entre outras soluções que têm ganhado força nos últimos anos.

Aprofundando um pouco mais o conceito, ele também pode ser compreendido como um apanhado de regras e convenções para a realização de negócios relativos à era digital. No lugar de dinheiro, a moeda de troca seria a informação, seja ela sobre o público ou sobre a própria empresa. Isso abre novas possibilidades para entender o que você, enquanto empreendedor e gestor, valoriza em seus negócios.

No dia a dia da empresa, você poderá notar a diferença em comparação a um meio não digital de negócios. O tipo de ferramentas utilizadas, nível de burocracia, velocidade com a qual as informações circulam, entre outras coisas, será visivelmente distinto.

Como a economia digital afeta a empresa?

Mais agilidade para os negócios

O efeito mais notável das novas tecnologias é a forma e a velocidade com a qual as pessoas passam a interagir e trocar informações. Uma mensagem que levaria semanas para ser entregue pode ser distribuída para diversas equipes ao redor do mundo em poucos minutos. Isso muda as dinâmicas tanto no ambiente interno quanto externo à empresa.

Primeiramente, os processos de BackOffice podem ser facilmente otimizados, reduzindo o tempo necessário para cumprir a maior parte das tarefas do dia a dia. Além disso, a negociação e troca com outras empresas — incluindo parcerias, fornecedores e possíveis clientes — torna-se extremamente rápida.

Se ambos souberem como utilizar esses recursos tecnológicos, será possível fechar um acordo mais lucrativo em bem menos tempo.

Crescimento de novas mercadorias

A era da economia digital trouxe a possibilidade de vender por meio de e-commerces, sites nos quais são expostos produtos e serviços que podem ser entregues posteriormente. Porém, mais do que anunciar objetos físicos, essa mudança também permitiu o crescimento dos infoprodutos, mercadorias sem forma física, mas que ainda possuem valor.

Um exemplo claro disso é o aumento nas vendas de softwares, como jogos, filme, editores de imagem e vídeo, entre outros. Em vez de precisar adquirir uma mídia física, com um conjunto de CDs ou DVDs, o comprador faz o download diretamente em sua máquina.

Dessa forma, a empresa pode tanto adquirir quanto fornecer esse tipo de produto mais facilmente, expandindo o tipo de negócio ao qual ela tem acesso.

Aumento da relevância dos dados

Estatísticas e dados quantificáveis sempre foram de suma importância para a administração de uma empresa, mesmo antes da tecnologia digital. Porém, as ferramentas disponíveis para aquisição de informações tinham capacidade mais limitada.

Pesquisas de opinião em ruas, mesmo que feitas constantemente, teriam uma baixa taxa de resposta em relação ao público total que uma empresa busca.

Com a chegada da internet e sua integração ao mundo empresarial, foram encontradas novas maneiras de lidar com essas informações. Primeiramente, elas podem ser coletadas automaticamente enquanto o usuário navega pelo seu site/e-commerce.

Além disso, a automação dessas funções facilita a análise posterior do desempenho da empresa, melhorando sua tomada de decisões.

Adaptação e inovação constantes

Algo que está diretamente relacionado à economia digital é a necessidade de mudança.

Grandes negócios quase sempre buscam alguma estabilidade em sua estrutura, mas, com novas ferramentas surgindo cada vez mais rápido, dificilmente é possível se apegar a uma mesma prática por muito tempo.

Inovação é uma das demandas primárias para seguir esse método. Em parte, isso pode ser um desafio para a organização do seu negócio. As constantes mudanças podem desnortear um pouco a equipe, o que sempre custa parte de sua produtividade.

Porém, a questão aqui é ensiná-los a se adaptarem com mais eficiência. Habilidade de aprendizado não é necessariamente um talento: ela pode ser adquirida por meio de estímulo. Com o tempo, sua empresa se adequará ao ritmo das mudanças e poderá acompanhá-las com mais facilidade.

Necessidade de mudanças estruturais

Como acabamos de dizer, essa nova economia é sinônimo de alteração frequente. Para seguir essa tendência, ela deve começar em algum ponto.

Se quiser adentrar no mundo digital, você terá que investir em ferramentas, treinamento, aquisição de pessoal especializado, entre outras coisas. Dependendo da sua conformação atual, pode ter que fazer mudanças profundas nos processos da empresa.

Estes custos podem ser bem significativos, mas os resultados certamente compensam, pois expandem o teto de crescimento do negócio. Além disso, não é necessário adotar todas as soluções de uma vez.

Comece com atualizações práticas, que tenham relevância imediata, seguida de alguns investimentos de médio e longo prazo. Dessa forma, você dá à estrutura tempo para se adaptar e dilui os custos de implementação.

Agora que você entende o que é a economia digital e seus benefícios, é hora de investir seus recursos e expandir sua capacidade. Quer se aprofundar mais nesse tema? Então veja nosso post sobre o poder das tecnologias inteligentes na gestão de negócios.