O termo qualidade sempre esteve presente em pequenas e grandes organizações, tendo significados diferentes em cada período. Frequentemente buscada nos resultados dos negócios, a qualidade já foi uma palavra restrita aos conceitos técnicos de produção, mas hoje alcança diferentes setores que contribuem com a produção e o desenvolvimento de uma empresa. Englobando esse todo, surge a gestão da qualidade total, um modelo que leva em conta todas as pessoas e áreas envolvidas nos processos da organização. Saiba mais e veja o que ela pode fazer por seu negócio!

O que é gestão de qualidade total

A Gestão da Qualidade Total – GQT é utilizada para a reorientação gerencial nas empresas, buscando o alcance da satisfação de todas as entidades envolvidas com os trabalhos. É entendida como uma nova forma de pensar, que antecede as ações de agir e produzir, objetivando a eficiência e o sucesso das organizações. O conceito surge pela constatação de que a total qualidade só é alcançada quando todos os envolvidos no processo de produção de um produto ou serviço trabalham em conjunto. A vantagem é poder oferecer ao consumidor final produtos de qualidade, que gerem satisfação e um retorno em forma de credibilidade e confiança pela empresa.

Como ela funciona

A implementação da gestão da qualidade total demanda dos profissionais das organizações uma mudança de postura e comportamento. Essa mudança tem como objetivo incentivar o comprometimento com o desempenho e aprimoramento de todos os processos. Com a descentralização das autoridades e a flexibilização dos sistemas de controle, todas as partes se tornam mais participativas e responsáveis pelos resultados dentro da organização. 

Na GQT, o benefício comum deve estar acima do benefício de uma das partes, e para isso é necessário que se incentive a participação de todos os envolvidos. Decisões tomadas em conjunto permitem maior desenvolvimento da criatividade e da produtividade dentro da empresa. Como consequência, todos os resultados são benéficos para as equipes internas e, principalmente, para os clientes.

Sobre quais resultados estamos falando? O público consumidor não busca mais somente a qualidade de produtos e serviços, mas sim a qualidade de atendimento, uma necessidade muitas vezes implícita e que faz toda a diferença na escolha de uma empresa. 

Quais são as etapas

As etapas da gestão da qualidade total visam buscar a melhoria contínua dos processos que fazem parte da organização. São elas:

  • Escolher a área de melhoria;
  • Definir uma equipe que trabalhará nessa melhoria;
  • Identificar os benchmarks;
  • Analisar o método atual;
  • Estudar a melhoria;
  • Implementar as melhorias.

Quais seus princípios

Os princípios da GQT levam em conta a valorização de todos os envolvidos com a organização, incentivando o trabalho em equipe para a solução rápida de problemas e a diminuição dos erros. São eles:

  • Foco na satisfação do cliente;
  • Desenvolvimento de recursos humanos;
  • Constância de propósitos;
  • Gerência participativa;
  • Aperfeiçoamento contínuo;
  • Garantia de qualidade;
  • Delegação;
  • Evitar erros;
  • Gerência de processos;
  • Disseminação de informações

Benefícios para os negócios

Com clientes cada vez mais exigentes em relação ao que encontram no mercado, diversas empresas têm buscado formas de atingir a máxima qualidade em todos os seus processos. A satisfação dos consumidores em relação aos produtos, serviços e atendimento tem influência direta no desempenho da produção e no aumento dos lucros.

Assim, a garantia de qualidade permite a melhoria nos negócios, trazendo vantagem competitiva para aqueles que praticam os princípios da GQT. Conquistado o reconhecimento pelos clientes, sua empresa garante o retorno de consumo e se mantém no mercado.

E você, o que achou desse modelo de gestão? Compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais!