O KPI — Indicador Chave de Desempenho, em português — é uma ferramenta utilizada para que o gestor possa avaliar os resultados de seus processos e compará-los às metas estabelecidas. Com isso, ele ajuda a saber se os esforços e recursos empregados em determinada atividade estão sendo suficientes, ou se algumas melhorias precisam ser realizadas.

No post de hoje vamos falar mais sobre esse recurso e como ele pode ser utilizado para acompanhar o sucesso de sua empresa. Confira!

Existem tipos diferentes de KPI? Quais são e para que servem?

Existem grupos de indicadores, que são formados de acordo com a origem e o propósito a que se destinam. Dentre os mais comuns, podemos citar:

Indicadores de produtividade

Esse tipo de KPI é utilizado para mensurar a capacidade produtiva da empresa, avaliando se o volume de atividades realizadas está de acordo com a produtividade. Ou seja, considerando a demanda, a equipe está realizando todo o trabalho que tem condições?

Os fatores mais comuns utilizados ao elaborar um indicador de produtividade são: o volume de tarefas executadas, o índice de atingimento dos objetivos e a avaliação dos resultados obtidos.

Indicadores de qualidade

Eles são utilizados para mensurar o nível de qualidade do trabalho dos setores da empresa. Podem ser medidos por meio da:

  • Qualidade do processo: consiste na avaliação da execução das atividades e possíveis ocorrências de falhas que afetam os resultados;

  • Qualidade do produto ou serviço: envolve avaliar a confiabilidade, benefícios, durabilidade, desempenho e eficiência, por exemplo;

  • Qualidade oferecida ao cliente: qual é a capacidade da empresa em satisfazer o cliente e garantir que sua procura seja atendida.

Indicadores financeiros

Eles ajudam a avaliar qual é o desempenho organizacional, com relação ao dinheiro recebido e gasto na realização das atividades. Dentre os mais comuns, podemos citar: faturamento, lucratividade, rentabilidade e custos.

Indicadores estratégicos

São utilizados para avaliar como a empresa se encontra atualmente e o quão distante esse resultado está de onde se pretende chegar. Eles são muito úteis para avaliar a eficácia da estratégia, ou se o planejamento precisa ser redirecionado.

Quais são os exemplos de KPI para medir o sucesso da empresa?

Existe uma diversidade muito grande de indicadores de desempenho que podem — e devem — ser utilizados para ter maior controle na gestão da empresa e ter uma base para tomar novas decisões e aprimorar os processos. Porém, vamos destacar os mais relevantes. Veja:

Lucratividade

Esse KPI permite verificar se a empresa está operando com lucro ou prejuízo e como esse resultado afeta os negócios. Se o faturamento da sua empresa é alto, mas no final das contas o dinheiro não sobra, é sinal de que a sua lucratividade está comprometida e o motivo pode ser os custos elevados.

Taxa de sucesso em vendas

Indica qual é o índice de conversão, ou seja, para cada oportunidade de venda aberta (negociação), quantas são concretizadas. Se esse índice é baixo, pode ser sinal de problema na capacitação da equipe, ou no processo de venda.

Nível de serviço de entregas

É um indicador de qualidade, que visa mensurar qual é o percentual de entregas realizadas dentro do prazo. Vale lembrar que é um KPI de qualidade do processo, mas os resultados também afetam a satisfação do cliente.

Engajamento

Medir o engajamento da equipe com relação à empresa também é essencial para garantir o sucesso de suas operações. Visto que, por mais bem estruturado que um processo seja, ele é executado por pessoas — que causam influência direta nos resultados.

Como podemos ver, o acompanhamento de um KPI é fundamental para a análise de um processo e para a identificação de falhas que impedem o alcance dos resultados que são esperados para um período. Com isso, o gestor possui uma base bem sólida para a tomada de decisão e elaboração de ações mais acertadas ao aprimorar o método de trabalho.

O que achou desse artigo? Aproveite para adquirir gratuitamente o nosso Manual sobre Indicadores de Sucesso: o que você precisa saber para ter uma empresa competitiva!