Empreender é sempre um desafio potencialmente tão recompensador quanto trabalhoso. O papel do fundador nesse processo é, sem dúvida, um dos mais importantes e diretamente determinante para o futuro da empresa. Isso porque a percepção que o público desenvolve de uma fundação é resultado direto da imagem pública do fundador.

O papel do fundador nas empresas familiares é sustentado por quatro pilares essenciais: a credibilidade, a perseverança, o carisma e a cultura. Esses pilares devem orientar o comportamento do fundador e funcionar como parâmetros para todos os demais envolvidos na gestão corporativa, assim como para os sucessores ou herdeiros do fundador.

Em empresas familiares, a postura do empreendedor deve sempre estar preocupada com os valores expressos no cotidiano corporativo, pois serão eles que perpetuarão ao longo da história da fundação. Na sequência falaremos mais sobre liderança carismática e sobre o papel do fundador nas empresas familiares. Confira!

Mas, afinal, o que é carisma?

A palavra carisma vem do latim charísma, que significa dom da natureza, graça divina. O dicionário Priberam define o termo como:

  1. “Autoridade de um chefe fundada em certos dons sobrenaturais.”

  2. “Grande prestígio de uma personalidade excepcional ou ascendente que ela exerce sobre outrem.”

Isso significa que o carisma é, na maioria das vezes, um talento, uma aptidão natural. Mas isso não significa que o carisma é exclusividade de um número restrito de pessoas afortunadas. Assim como qualquer habilidade, com empenho e dedicação é possível desenvolver o carisma.

Para que essa ideia fique ainda mais clara, continue acompanhando e entenda melhor a relação entre carisma e liderança em empresas familiares.

E liderança carismática, o que é?

A liderança carismática é aquela pautada na implementação de valores e ideias novas que inspirem todos os relacionados à cultura organizacional. Isso ocorre a partir da definição de padrões e valores que norteiam esforços para criação de metas e concretização de objetivos.

Um líder carismático é aquele que consegue engajar seus colaboradores, inspirando-os a aprimorar constantemente suas próprias performances e separar o lado pessoal do profissional de modo a potencializar o foco das equipes.

O carisma é uma espécie de catalizador de uma cultura organizacional bem desenvolvida, pois se comunica com as emoções dos colaboradores, estimulando a identificação e simpatia com o líder.

Um aspecto central de um líder carismático é sua dedicação individual (e coletiva) com os colaboradores, auxiliando-os diretamente na lapidação de suas potencialidades e na correção das suas deficiências profissionais.

Os líderes carismáticos são aqueles que têm a simpatia do público e afetam as emoções dos seus seguidores — funcionando, portanto, como uma inspiração para que esses seguidores dediquem-se mais e estejam sempre interessados em apresentar novas ideias.

Algumas personalidades de destaque exemplificam esse conceito, tais como Martin Luther King, Silvio Santos, Steve Jobs etc. Mas calma! Não é preciso ter o nível icônico de carisma dessas figuras para que você possa se beneficiar dessa competência. Veja quais são as características comuns aos líderes carismáticos:

Demonstração de empatia

Saber se colocar no lugar do outro e, quando necessário, saber abdicar dos próprios interesses em prol de um bem maior é uma habilidade imprescindível para uma liderança carismática.

Ao demonstrar interesse e capacidade de benevolência pelos seus colaboradores, você cria um laço muito mais forte com eles, que se sentem mais inspirados e compelidos a seguir você e seus exemplos.

Tato social

O líder carismático consegue se comunicar de forma clara, objetiva e convincente. Além disso, ele sempre busca assumir as rédeas da interlocução com uma postura diplomática, que busca sempre o consenso.

Isso porque uma das premissas básicas da neurolinguística é a de que o comunicador é sempre o responsável pela interlocução e não o ouvinte, ou seja: quem comunica deve ser o mais claro possível para que não haja mal entendidos ou incompreensão em um diálogo.

Logo, o líder deve adaptar seu discurso ao ouvinte de modo tal que sua mensagem seja bastante clara e, com isso, ele possa convencer e despertar a simpatia de quem o escuta.

Conquista da admiração

Um líder deve despertar a admiração de suas equipes e seguidores, caso contrário será no máximo um chefe. “Mas por que isso é ruim?”, você pode se perguntar. Porque as pessoas seguem ordens de chefes por algum tipo de coerção (manter o emprego, para garantir um aumento ou promoção, para evitar repreensão etc).

Agora quando se trata de um líder, elas entendem e quase sempre concordam com o que lhes é requisitado, desempenhando seus papeis com muito mais dedicação e boa vontade. E isso ocorre por um simples motivo: porque respeitam e admiram o líder.

Nesse sentido, o poder de influência de um líder é produto direto da admiração que suscita em seus colegas ou subordinados. Ao despertar a admiração de alguém, suas chances de conquistar times mais unidos e motivados são radicalmente maiores.

Qual é a relação entre liderança carismática e empresas familiares?

Bem, se você chegou até aqui, já tem clara a noção de que a liderança carismática exige uma figura que inspire confiança, respeito e admiração, correto? Mais do que isso: um líder é quem tem a capacidade de fazer com que seus seguidores entendam os porquês das suas escolhas, decisões e requisições.

Tudo bem, mas o que isso tem a ver com a gestão familiar de empresas? Simples: em uma empresa familiar o líder deve ser visto como tal, como um exemplo a ser seguido, não como um pai, irmão, tio ou qualquer outro familiar.

Quando as esferas pessoal e profissional misturam-se (no sentido de incluir as mesmas pessoas), conseguir uma boa integração corporativa é uma tarefa ainda mais complicada. Isso porque, se não houver uma figura de liderança (e não de chefia), as chances das esferas íntimas e gerenciais se misturarem são altas, comprometendo todo o futuro da organização.

Na realidade, quando dirigida por um líder carismático, a empresa familiar supera a dificuldade inicial de se estabelecer um ambiente sério e profissional e ainda se beneficia de uma imagem pública positiva. Afinal, quando bem estruturada, uma empresa familiar cria uma percepção pública que inspira confiança e, potencialmente, tradição.

Gostou de aprender mais sobre a liderança carismática? Não deixe de assinar a nossa newsletter e conferir muitos outros conteúdos como este!