Para que uma empresa tenha qualquer noção de progresso, é importante que metas e objetivos estejam bem estabelecidos. Sem direcionamentos e meios de medir o seu progresso, não é possível saber se as suas ações estão gerando o resultado esperado. Isso se você já esperava algum resultado específico. O problema é quando estas metas são colocadas em um patamar muito acima da capacidade da equipe. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

Qual é a importância de ter objetivos alcançáveis?

De forma geral, é importante ter objetivos que desafiem os seus colaboradores. Isso fará com que eles deem o melhor de si e se sintam mais satisfeitos quando receberem a merecida recompensa. Porém, metas e objetivos considerados inalcançáveis ou excessivamente exaustivos apenas geram frustração e reduzem a produtividade no longo prazo.

E nem sempre esse erro é cometido intencionalmente. Muitos gestores podem ter dificuldades para definir metas que se encaixem na capacidade da equipe. Tomar cuidado para que esse problema não ocorra deve ser um esforço ativo e constante. A seguir, veja 5 atitudes que podem ser tomadas para estabelecer objetivos melhores para o time:

O que fazer quando metas e objetivos se tornam exaustivos?

1. Crie pequenas metas no meio do caminho

Em vez de propor uma grande escalada, crie viagens menores, com pequenos pontos de descanso. Você não precisa abandonar metas e objetivos de maior prazo, como obter o dobro de rendimento até o final do ano, por exemplo. Mas pode dividir essa meta em outras conquistas menores, como obter mais 20% de rendimento a cada mês. Assim, os colaboradores sentem o progresso e, com isso, permanecem motivados.

2. Celebre as conquistas menores

Falando em pequenos sucessos, é importante que eles sejam comemorados. Parabenizar o time pelo progresso é uma boa forma de manter o ânimo da equipe enquanto todos caminham em direção a uma meta mais difícil e exaustiva. Se um objetivo parcial foi alcançado antes do prazo, ofereça um dia de folga, ou pelo menos um elogio público. Lembre-se de que satisfação emocional também é uma forma de recompensa.

3. Peça feedback para sua equipe

A melhor forma de determinar se as metas e objetivos estão além dos limites da sua equipe é perguntando. Marque reuniões regularmente para revisar o planejamento e, se necessário, adaptar o percurso. Se tudo tem ocorrido com uma facilidade inesperada, você pode tentar negociar metas mais altas com maiores recompensas. Se o cronograma está atrasado, pode ser melhor reavaliar o desempenho e os objetivos estabelecidos.

4. Estabeleça prioridades

Erros serão cometidos, isso é inevitável. Por isso, ao criar metas mais elevadas, estabeleça uma ordem de prioridade. Dessa forma, se não for possível atingir o objetivo inicial, será possível, ao menos, completar as metas e objetivos mínimos.

5. Evite mudar as regras no meio do caminho

Essa é uma prática que, infelizmente, tem se tornado mais comum em muitas grandes empresas. Quando há alguma expectativa de grande crescimento no mercado, os donos tendem a pressionar suas equipes para conseguir metas cada vez maiores. E então, se um time já está perto de dobrar o faturamento na metade do tempo, pode ser que esta meta seja triplicada, sem a devida compensação ou consentimento.

Nem sempre é possível equilibrar ordens de cima com as necessidades de seus colegas. Mas, como gestor, você sempre terá a obrigação de defendê-los. Comunique as dificuldades em aumentar metas e negocie prazos. Seus superiores podem ser muito mais compreensivos do que você imagina. E se você estiver no total controle da situação, não imponha tarefas exaustivas sem falar com sua equipe.

Agora você já sabe como evitar metas e objetivos que prejudiquem sua equipe. Quer continuar acompanhando nossas dicas? Então siga a nossa página no Facebook e fique sempre por dentro de nossas novidades!