Sempre que uma auditoria é finalizada, os auditores precisam apresentar um relatório, indicando os problemas que foram encontrados para que os gestores saibam quais falhas precisam solucionar.

Apesar de haver diferenças na forma como ele é elaborado, existem alguns pontos básicos que sempre devem ser expostos. Confira, no artigo de hoje, o que esperar de um relatório de auditoria financeira!

Relação de não conformidades

Esse é um dos pontos principais do relatório de auditoria financeira. Como o objetivo dessa atividade é apontar as inconsistências dos processos, a relação dessas falhas é fundamental para que se possa criar um plano de ação.

Com isso, o gestor sabe com exatidão em quais etapas dos processos precisa atuar e o que precisa ser corrigido, tornando as ações mais eficazes.

Evidências

As evidências são destacadas para reforçar os problemas que foram relatados no relatório de não conformidades. Elas são importantes para corroborar a existência de uma falha, apontar onde ocorrem e quais são seus efeitos sobre os processos.

Demonstrações de cálculos

No caso de o problema ser identificado em processos de análises, é natural que o relatório de auditoria financeira também apresente planilhas e cálculos que comprovem a existência de falhas.

Isso é especialmente importante em casos em que existem erros e fraudes, por exemplo. Assim, a identificação de soluções se torna mais simples e direcionada.

Recomendações do auditor

Normalmente, essa é a conclusão do relatório de auditoria financeira. Nessa parte, o auditor fará as críticas necessárias e também poderá sugerir ou recomendar as mudanças que são necessárias para o processo.

O objetivo aqui não é apontar culpados pelos problemas, mas sim os desvios que ocorrem nos requisitos que foram estabelecidos. Para isso, normalmente o relatório é elaborado com base nas questões legais, normas e regulamentos internos — fazendo alusão a esses dispositivos ao relatar os problemas.

Além disso, vale lembrar que a auditoria não funciona como uma consultoria e esses aspectos são apenas pontuados, em vez de vir com um plano de ações — que passa a ser de responsabilidade do gestor.

Como o relatório de auditoria financeira ajuda na melhoria dos processos

Apesar de não indicar quais ações podem ser tomadas, o relatório de auditoria financeira possui todas as informações que o gestor precisa para identificar e reconhecer as falhas. 

Como ele vem acompanhado de evidências, a identificação de qual atividade possui falhas é feita com maior rapidez e precisão. Sendo assim, pode-se dizer que esse documento funciona como um guia, que orienta o gestor a respeito dos problemas que a empresa possui e se torna uma base sólida e confiável para a elaboração de um plano de ação. 

Além disso, pode-se utilizar esse documento para comparar com os resultados obtidos depois da implementação das mudanças e atestar a eficiência dessas alterações.

O relatório de auditoria financeira é o documento que formaliza todas as questões que foram levantadas durante esse processo e serve para orientar os gestores a respeito de quais questões precisam ser resolvidas, ou mesmo as que são mais urgentes.

O que achou desse artigo? Quer saber melhor como funciona a auditoria e consultoria? Entre em contato conosco agora mesmo e tire suas dúvidas!