Toda empresa, para manter-se em operação, precisa saber lidar com os seus recursos: mão de obra, mercadorias e produtos, fornecedores, dinheiro e outros. Dentre tantas opções, uma que deve ter sempre a atenção do empreendedor é o gerenciamento do capital de giro.

O capital de giro é o dinheiro ou qualquer outra fonte que possa ser rapidamente transformada em recursos financeiros, como produtos em estoque ou contas a serem recebidas — ativo circulante. Resumidamente, ele é o grande responsável por fazer com que a empresa funcione.

Para garantir essa operação é necessário que ele seja gerenciado de forma planejada e estratégica. Para ajudá-lo nisso, separamos neste post os 4 segredos do gerenciamento de capital de giro. Confira!

Conhecer os stakeholders

Todos os envolvidos na rotina da empresa são fundamentais para manter o seu funcionamento. Dessa forma, deve-se conhecer e se relacionar bem com todos os stakeholders — também chamados de públicos de relacionamento —, entre os quais podemos destacar: clientes, fornecedores, instituições financeiras e todos aqueles que influenciam no capital da empresa. Algumas medidas que podem melhorar esse relacionamento:

  • Definir e acertar os prazos com os fornecedores.
  • Garantir que o cliente poderá pagar as compras no prazo.
  • Conhecer as instituições financeiras que oferecem empréstimos e podem reduzir os juros.
  • Revisar constantemente os contratos com fornecedores, visando renegociar e até mesmo diminuir custos.

As vendas influenciam no gerenciamento do capital de giro

Claro, a melhor forma de aumentar a receita da empresa é através das vendas, que ocasionam um incremento do capital de giro. É importante saber, também, que o produto parado por muito tempo sofre desvalorização, além de significar um capital retido em estoque.

Como o lucro é obtido quando a receita é superior às despesas, deve-se comercializar os produtos o quanto antes. Cumprindo de forma rápida esses ciclos da empresa, tem-se a garantia de capital de giro sempre disponível.

Negociar os prazos com fornecedores

Uma forma eficaz de gerenciamento de capital de giro é o aumento do prazo para pagamento de fornecedores. Dessa forma é possível receber dos clientes antes que seja necessário pagar as despesas e consegue-se garantir que não falte capital de giro para a empresa.

É muito importante que se mantenha um ótimo relacionamento com os fornecedores pois, dessa forma, consegue-se garantir bons negócios e também chegar a melhores acordos em eventuais atrasos no pagamento.

Registrar todas as transações e informações

É fundamental que a empresa possua um sistema integrado de gestão que contenha todas as informações. Nesse sistema deve-se fazer o input de dados como: quantias a serem recebidas, parcelamentos, compras e vendas, estoque, despesas, impostos e comissões pagas. Todas essas informações devem ser registradas e utilizadas para os cálculos de valores a serem pagos e recebidos. Através do registro das transações e informações consegue-se antecipar e planejar as medidas a serem tomadas.

O segredo do gerenciamento de capital de giro é realizar a gestão de forma que as finanças fiquem em dia e consiga-se manter o funcionamento pleno da empresa. Além disso, somente através do acompanhamento contínuo consegue-se perceber quando existe a necessidade da sua ampliação para a continuidade do negócio.

Entendeu como fazer um bom gerenciamento de capital de giro? Tem dúvidas ou considerações a esse respeito? Então não deixe de compartilhar o seu comentário com a gente!

Open modal