Em dado momento da evolução de uma empresa, é comum e até mesmo desejável que os seus gestores percebam a necessidade de profissionalizar os processos e a gestão, abrindo caminhos mais consistentes para a expansão da marca. Sobretudo, quando tratamos de um negócio familiar, é importante perceber que a profissionalização de empresas é um caminho natural e que só tem a trazer benefícios e melhores resultados.

Nesse post, organizamos um compilado das informações essenciais para que um gestor se prepare para o processo. Acompanhe as nossas dicas e invista no crescimento do seu negócio, de forma segura e planejada.

O que é a profissionalização de empresas?

A profissionalização de empresas é um processo que faz parte do desenvolvimento de uma organização, atuando para torná-la mais competitiva e rentável. É muito comum que um negócio comece com poucas pretensões e expectativas e, por isso, seja repleto de práticas e políticas que, com o crescimento, se mostram inadequadas para a empresa.

O maior mérito do gestor, então, é perceber a necessidade de mudança, investindo em uma transformação que deve acontecer em todos os níveis hierárquicos e abrangendo todos os processos da empresa. A profissionalização envolve a seleção de um método de gestão que seja adequado às necessidades da empresa a definição, consolidação e divulgação de uma cultura organizacional que motive e oriente os colaboradores e, claro, a seleção de ferramentas de gestão e de produção que atuem na otimização dos resultados.

Podemos perceber, então, que é uma mudança estratégica importante para que a empresa alcance novos patamares no mercado.

Por que a profissionalização de empresas é importante para o seu negócio?

A profissionalização de empresas é essencial para o crescimento de um negócio, na medida em que auxilia no aumento da credibilidade da marca diante do mercado e também na melhoria de produtividade dos processos e colaboradores.

Sobre a credibilidade é importante entender que em um cenário cada vez mais competitivo, qualquer fator de diferenciação é relevante para que a empresa se destaque e consiga maior espaço no mercado. Por isso, ao se apresentar como uma marca focada na profissionalização, com enfâse em processos e em uma gestão organizada, bem estruturada e hierarquizada, a empresa consegue uma melhor imagem diante dos mais diversos públicos.

E, claro, essas mudanças têm impactos fundamentais nos resultados, uma vez que processos que fluem bem, de forma organizada e adaptada à realidade da empresa, tendem a ser mais produtivos e otimizados. Tudo isso garante que uma empresa esteja mais preparada para o crescimento, para mudanças de líderes (como substituições de gestores pelos seus herdeiros, no caso de empresas familiares) e para a conquista de novos mercados.

Quais são os principais desafios para a profissionalização de empresas?

Toda mudança organizacional é desafiadora, pois demanda uma abertura completa de todos os agentes envolvidos para o novo estilo de gestão a ser adotado. É muito comum, sobretudo em empresas familiares, que os líderes trabalhem com muito empenho, vontade de crescer, mas sem embasamento e conhecimento técnico suficientes.

A profissionalização então é um processo de convencimento e demanda a participação de todos os colaboradores, começando com a alta gestão, que deve acreditar nos benefícios a serem alcançados.

Existe um passo a passo infalível?

A profissionalização de empresas não acontece de uma hora para outra. Ela deve se dar a partir da percepção da necessidade de seus gestores e, então, seguir algumas etapas que podem facilitar as mudanças e tornar mais eficiente a consolidação de um momento mais profissional, eficiente e promissor da organização. O passo a passo a seguir ajuda os gestores nessa transformação tão relevante.

#1 Separe vida pessoal dos negócios

Essa é uma das principais mudanças de todo gestor que pretende iniciar uma fase mais profissional dentro da sua organização. É muito importante que exista uma separação clara entre assuntos e relacionamentos pessoais e as questões relativas à empresa.

Esse ponto merece atenção especial nas empresas familiares, quando grande parte dos colaboradores possuem também fortes vínculos pessoais. A percepção de que no espaço da organização só devem ser tratados os assuntos relativos à empresa é muito importante para garantir maior assertividade nas decisões e processos.

#2 Escolha o método

Toda empresa precisa de um método de gestão adequado às suas especificidades e características. Cabe ao gestor, no momento da profissionalização, definir qual a forma de gestão que mais atende à empresa – nesse ponto, o auxílio de uma consultoria especializada por ser extremamente útil. O importante aqui é perceber que a gestão não pode ser intuitiva, amadora, ou baseada apenas na vontade e nas preferências dos líderes. O conhecimento técnico e as práticas administrativas são indispensáveis neste momento.

#3 Defina um líder

Muitas empresas acabam se deparando com problemas complexos no momento de definição dos sucessores de determinado líder. É muito importante que a escolha do CEO e os processos de sucessão (em caso de empresas familiares) fiquem bem definidos e documentados, sendo aprovados por todos os acionistas.

É essencial que os gestores da empresa se lembrem que o líder tem um papel fundamental no sucesso da organização e, por isso, sua escolha deve ser baseada em competência, habilidade e talento.

#4 Use as ferramentas adequadas

Hoje em dia nos deparamos com uma série de ferramentas de gestão, que vão desde softwares super completos e personalizáveis até processos de treinamento, medição de produtividade, comunicação interna.  Todas essas ferramentas tendem a ajudar os gestores no processo de profissionalização da empresa e, por isso, devem ser avaliadas e selecionadas com atenção e critério, sendo fundamentais para o crescimento.

#5 Construa uma cultura organizacional

É impressionante a força da cultura organizacional para a consolidação de uma empresa. A definição de valores, modo de encarar e superar desafios, a construção de um clima que seja único e exclusivo da empresa, fazem toda a diferença na hora de motivar os colaboradores e despertar em todos a percepção de que a organização atua com foco e seriedade.

#6 Converse com o seu time

O diálogo com os colaboradores é fundamental no processo de profissionalização de empresas. Discuta com o seu time a necessidade da mudança, apresentando quais são as expectativas dos gestores e como deve se dar a atuação de cada um neste momento de transformação.

Instituir uma cultura de feedbacks também é muito importante na medida em que mostra para cada colaborador o que precisa melhorar e o que está sendo realizado de forma adequada para o sucesso da empresa.

#7 Determine uma política de cargos e salários

Tanto em uma empresa familiar quanto em perfis organizacionais diferentes, é essencial que exista uma política bem definida e transparente de cargos e salários, permitindo que cada colaborador conheça os possíveis avanços na carreira e possa planejar a sua ascensão dentro da organização, de forma previamente determinada pela diretoria, valorizando o mérito, a competência e o histórico profissional de cada um.

Viu como a profissionalização de empresas pode ser uma excelente escolha, otimizando todos os processos e permitindo que a sua marca alcance resultados cada vez melhores? É preciso estar atento às necessidades do mercado, se preparando para enfrentar os desafios da melhor forma possível. Para ficar por dentro de temas atuais e relevantes sobre gestão e administração, que tal assinar a nossa newsletter? É só clicar aqui!