Todos precisam de incentivo para atingir seus objetivos, sejam quais forem. A motivação funciona como uma espécie de combustível, que dá forças, energia e impulsiona para a ação. Esse “gás” acionado pelo líder é tão importante que, sem ele, é praticamente impossível criar ou executar algo com perfeição. Isso se aplica também para a elaboração de metas motivadoras para empresa.

Ao longo deste artigo, mostramos o que são metas, quais suas características e, igualmente, ofereceremos excelentes dicas daquilo que deve ser levado em conta no momento de definir objetivos bem claros. Boa leitura!

O que é uma meta e quais são suas características?

Definir metas é algo que está incorporado ao nosso dia a dia, não apenas na vida pessoal, mas sobretudo em assuntos profissionais. Afinal, o mundo corporativo apresenta metas abundantes e das naturezas mais diversas, bem como planos de ação para que se possa atingi-las.

Antes de abordamos a criação de metas e o desenvolvimento de estratégias para alcançá-las, é necessário elucidar com mais precisão do que se trata esse conceito, quais são seus atributos e vantagens principais.

A meta nada mais é do que o resultado final a ser atingido, isto é, um fim preciso, exato e quantitativamente desejado que, delimitado por alguém (no caso de uma empresa, por exemplo, o seu gestor), requer a disposição necessária para se dedicar e fazer esforços nesse sentido.

Uma meta pode ser definida, também, como um trajeto, um passo a passo detalhadamente elaborado para se alcançar um objetivo. Nessa perspectiva, é vista como um limite, demarcação ou fase que pode ser cumprida no interior de uma finalidade, sendo, assim, uma tarefa (ou conjunto de ações) bem específica para se chegar a determinado propósito. 

É comum as pessoas confundirem metas com objetivos. Apesar de terem significados muito próximos, ambos os conceitos são distintos.

Com efeito, os objetivos são resultados, desfechos aos quais se deseja chegar, determinados de forma concreta, clara, mas abrangentes. Por outro lado, as metas são como objetivos, porém mais restritos, menores, mais limitados, com uma quantificação bem estabelecida.

Um exemplo: considere uma empresa que fabrica fones de ouvido para celulares, players de música e demais produtos do gênero. Para melhorar seu faturamento, a empresa estabeleceu o seguinte:

  • objetivo: aumentar o número de vendas;

  • meta: vender 20 mil unidades de fones em um prazo de 45 dias para lojas de informática e aparelhos de som.

A partir do momento que uma meta é criada, todos os envolvidos devem se empenhar ao máximo para que ela seja atingida. Não é indispensável que elas sejam difíceis, no entanto, é altamente recomendável que representem um desafio.

As vantagens das metas é que elas são capazes de instigar os colaboradores, incentivando-os a serem mais criativos, proativos e a se empenharem ao máximo. A performance dos funcionários é beneficiada com um nível mais elevado e, consequentemente, há incrementos na produtividade e no desempenho geral da empresa.

Como delinear metas?

Existem diferentes maneiras, formas e métodos para o esboço de metas. As metodologias específicas ajudam a proporcionar um aprendizado mais consistente para os colaboradores e para a empresa em si.

Uma das mais conhecidas e usadas em todo o mundo é o modelo SMART. Essa metodologia determina cinco parâmetros simples que devem ser observados e, sobretudo, colocados em prática:

  1. S (Specific) – Específico: as metas têm de ser específicas e precisas, com vistas a evitar interpretações ambíguas. As informações usadas para tal fim devem ser tão exatas quanto possível;

  2. M (Measurable) – Mensurável: elas devem ser passíveis de medições e analisadas com relação a valores, ou seja, ser quantificáveis.

  3. A (Attainable) – Atingíveis: elas precisam ser alcançáveis, isto é, possíveis de serem concretizadas;

  4. R (Realistic) – Realista: elas não podem apontar para algo que se encontre além das condições disponíveis e do que a situação atual da empresa permite;

  5. T (Time-bound) – Temporizáveis: elas precisam possuir prazos e durações bem claras.

Dito isso, partindo da metodologia SMART, indicamos, a seguir, dicas úteis e práticas para você elaborar metas motivadoras para a sua organização. Confira!

Promova o engajamento dos funcionários

É fundamental que os colaboradores estejam completamente integrados ao processo de definição e execução das metas. Eles devem ser devidamente motivados, a fim de que as metas, aos seus olhos, sejam revestidas de sentido. Isso aumenta as chances de sucesso, além de promover um ambiente de contentamento e entusiasmo, impedindo que surjam ressentimentos, frustrações e problemas de relacionamento de parte a parte.

Prime pela clareza, especificidade e objetividade

Como já mencionado, as metas devem ser suficientemente claras, precisas e acionáveis. Portanto, nada de elaborar algo vago como, por exemplo, “aumentar a produção”. Prefira defini-las em torno de algo como: “produzir 25% a mais de chips de celular no prazo de 30 dias”.

Empregue métricas adequadas

A necessidade de que as metas sejam quantificáveis se justifica pelo fato de que elas devem ser consultadas com regularidade. Seja na etapa de sua elaboração ou ao final desse processo, quando são colhidos os resultados, é imprescindível contar com métricas adequadas para a avaliação dos resultados.  A partir da análise desses dados, será possível aferir se os planejamentos e execuções foram bem-sucedidos.

Implemente estratégias eficazes

Há inúmeras técnicas, procedimentos e abordagens para se efetuar atividades empresariais, cada qual com suas particularidades e fins específicos. Lembre-se: tão importante quanto criar boas metas é aplicar estratégias apropriadas para atingi-las, aproveitando-se, inclusive, das experiências passadas.

Forneça feedbacks regulares

Para efetivamente criar metas motivadoras é fundamental fornecer feedbacks regulares para os colaboradores, explicitando a gratidão pelo empenho e pelos avanços obtidos. Esses feedbacks podem ser dados em reuniões individuais ou coletivas. Essa atitude contribui para que a equipe saiba o que deve corrigir em suas práticas e para motivá-los por meio do reconhecimento (de preferência, público) de seus méritos.

Concentre-se nos resultados

De nada adianta que um profissional cumpra com suas funções e responsabilidades se isso “não levar a lugar nenhum”, isto é, se não existir melhorias ou resultados satisfatórios. Considerando-se os atuais ambientes competitivos, apenas os negócios que se mostram aptos a colherem bons frutos de seus esforços conseguem sobreviver e prosperar.

Qual a finalidade de se criar metas motivadoras para empresa?

Ter ambição, desejos, anseios e sonhos, no que se refere ao sucesso empresarial, é, sem dúvida, algo valioso e interessante.

Contudo, eles não passarão de meras miragens no horizonte de expectativas comerciais e organizacionais se, a partir deles, você não criar metas motivadoras para empresa. São metas desse tipo que conseguem mobilizar pessoas e recursos para que os desejos e objetivos da organização passem de apenas ideias e possibilidades para realidades palpáveis.

Gostou do nosso artigo? Você sabe como criar metas motivadoras para sua equipe? Deixe um comentário no post falando de suas experiências ou expondo suas opiniões.